Malkys

Médicas Cubanas que atuam pela FUMSSAR relatam suas experiências pelo Mais Médicos

Santa Rosa conta hoje com 3 médicas Cubanas atuando pela Fundação Municipal da Saúde, através do Programa Mais Médicos. Vindas de outra realidade, elas vivenciam aqui novas experiências. Lumy Gil Sedano, Malkys Riveri e Arelis Perez Llacer são todas naturais de Cuba e atuam nas Unidades Básicas de Saúde do município. O Brasil, nem Santa Rosa são as primeiras experiências, pois duas das profissionais já atuaram antes na Venezuela, mas são unânimes em dizer que se trata de uma experiência incrível.

Questionadas do por que resolveram largar seus países de origem e familiares para praticar a medicina tão longe, Lumy frisou que a ideia sempre foi trabalhar para quem mais precisa, conhecer outras culturas e outros países, além de ajudar a família economicamente. Arelis foi uma que decidiu ficar no Brasil, mesmo Cuba não fazendo parte do Mais Médicos. “Cheguei a ficar um ano e meio sem atuar como médica, mas tive a oportunidade de exercer novamente, sendo reincorporada no mesmo programa em maio do 2020, no município de Santa Rosa, onde estou até hoje”, destaca.

Sobre as dificuldades como saudade e encarar novas culturas, costumes e desafios, as três disseram que tudo as enriquece como pessoa e profissional. “Viver fora de teu país, fora de tua cultura é difícil, a gente tem que se acostumar com as diferentes formas de pensar, com as comidas, mas também é uma experiência de vida. Gosto muito de viajar e conhecer lugares diferentes”, destaca Lumy. Arelis salienta que viver fora do país é uma experiência cheia de saudades, de coragem, de novos desafios, conhecimentos, cultura, amizade, novos colegas e também de conquistas como resultado do sacrifício e dedicação pelo que deseja. Já Lumy disse que o começo foi difícil. “Tinha que me adaptar a outra cultura extremamente diferente, longe da família, mas me senti muito bem acolhida por todos e agora me sinto mais confiante”, frisou.

E no quesito saúde, que é a área de atuação das três profissionais, todas elas destacam que Santa Rosa tem uma estrutura muito boa. Lumy diz que a saúde é exemplar no atendimento da população. “A saúde é administrada com muita competência e organização nos serviços, por isso quero ficar por aqui”, acrescenta Arelis. Já a profissional Malkys, diz que a gestão de saúde em Santa Rosa é um modelo ótimo e bem estruturado. “Maiormente voltado para a prevenção e promoção de saúde, mas também possui uma área dirigida a atenção especializada com bom funcionamento, que em conjunto permite a melhora dos indicadores de saúde”, relata.

Lumy atua no Posto de Saúde da Balneária e na Unidade Sentinela do Covid; Malkys na UBS da Júlio de Oliveira e Arelis na UBS Sete de Setembro. Seus contratos vencem em 2022, mas as três tem o interesse em permanecer aqui.

Add a Comment

You must be logged in to post a comment