51gkJGl3FJL

Quem é você na fila do pão?

Sabe aquela expressão: “Quem é você na fila do pão?” ela é usada por pessoas que se sentem superiores dentro de determinada situação.

Mas eu não quero descrever aqui de maneira crítica, quero falar de personalidade e identidade. Penso que refletir quem somos na fila do pão tem uma reflexão interessante.

Bem, eu não tenho apenas um tipo de comportamento, sou composta de uma “maçaroca” de partes estranhas que só fazem sentindo para mim mesma.

Como os outros me enxergam, na fila do pão? Qual é a minha identidade? A minha personalidade é vista como? O que eu sou faz diferença para os outros? Eles me veem na fila do pão? Vamos entender?!

Identidade: é quem você é, sua identificação visual (tipo físico, estilo, etc.), como você se apresenta para o mundo.

Personalidade: é como você é, como se comporta, características psicológicas que o diferem do resto (exemplo: gêmeos que podem ser fisicamente iguais, vestir roupas iguais, porém se comportam de maneira diferente).

Dia desses conversando com um amigo perguntei:

– Quem sou eu na fila do pão pra você?

– Uma pessoa que eu olharia, é “Estilosa”, está sempre sorrindo, parece forte e leve ao mesmo tempo, é bom estar na fila do pão contigo. Mas pra mim, você não compraria pão! Seria algo mais elaborado, um sonho com muito “mumu”. Isso me chamaria atenção. (Risos)

Na conversa, ele disse que não conseguia ver o que ele representava para outras pessoas nessa fila, pois se sentia um homem feio e indeciso.

– Carol, ninguém ia falar comigo na fila do pão, eu sou só mais um ali.

Naquele momento observei o quanto era bom estar ao lado dele, por toda a inteligência e disposição em auxiliar. Sua personalidade ia muito além da sua identidade. E eu o olharia na fila do pão, sabe por quê? Porque a timidez dele e a gentileza me prende a atenção.

– Eu te olharia na fila do pão, porque você deixaria a senhorinha passar na sua frente.

– (…)

Pensando nisso, eu fiz mentalmente a minha lista de pessoas que valem a pena conhecer na fila do “PÃO”, aquelas que podem fazer diferença na minha vida. Eu nunca vi a possibilidade de fazer diferença na vida de alguém, mas sempre penso que todos que conheço tem algo a oferecer e a colaborar na minha existência e eu na delas.

Pergunto a você, caro leitor…

Quando e como você conheceu as pessoas que mais fizeram a diferença na sua vida? Talvez você consiga se lembrar de onde se conheceram, talvez até quando isso aconteceu, mas tem algo que você nunca vai ser capaz de explicar: o porquê você sentiu que deveria conhecer aquela pessoa.

Somos energia e ela reflete nossa identidade e personalidade, e isso atrai os demais. A gente atrai pessoas com a mesma “vibe” e com aquilo que é interessante para gente, tipo frequência de rádio, sintonizamos com o que nos agrada.

Você se vê nessa fila? Reflita e observe se tu és alguém interessante de se conhecer na simplicidade de uma fila do PÃO.

Quem sou eu na fila do pão? Na fila do sonho?

“Eu sou aquela que conversa com todo mundo e se bobear esquece o que foi comprar!”

E você?

Comments are closed.